NOTÍCIAS

Crédito do BRDE permite implantação de indústria de grãos

31 de dezembro de 2011 às 0:00
Compartilhe essa notícia

Com financiamento do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), a Patoagro, empresa fornecedora de insumos agrícolas e prestação de serviços, com sede no município de Pato Branco, no Paraná, inaugurou neste sábado, (14/01), sua unidade de grãos. O evento reuniu colaboradores, clientes e parceiros comerciais.

A nova unidade de recebimento, beneficiamento e armazenamento de grãos instalada em Pato Branco tem capacidade estática para 12.781 toneladas. O valor total do investimento foi de R$ 4,5 milhões, destes R$ 3,9 milhões foram financiados pelo BRDE. A indústria conta ainda com escritório administrativo, casa de máquinas, moega dupla em V, quatro silos metálicos de armazenamento e um silo secador, máquinas de limpeza e pré-limpeza e secador de grãos com fornalha. A previsão da empresa é de que, com o início efetivo das atividades do empreendimento, 15 empregos diretos sejam gerados.

Para os diretores da Patoagro, Wilson Pedro Rampi e Jucinei Sartoretto, a empresa deu um importante passo para minimizar a carência de locais adequados na região para armazenar e beneficiar a produção de grãos.

Parceria firmada – Presente no evento, o diretor de Acompanhamento e Recuperação de Créditos do BRDE, Nivaldo Assis Pagliari, lembrou em seu discurso da importância que a parceria firmada entre a instituição financeira e a Patoagro teve para que a recém inaugurada unidade de grãos saísse do papel. “É um projeto maravilhoso que se concretizou. E, para que ele se concretizasse, a Patoagro escolheu firmar uma parceria com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, o nosso BRDE. Essa parceria é motivo de orgulho para mim como diretor do BRDE, uma instituição financeira que atua como um braço do estado na promoção da economia e da sociedade paranaense”, disse Pagliari.

O diretor do banco também mencionou em sua fala dados históricos da entidade. “O BRDE completou 50 anos em junho de 2011. Portanto, ainda estamos em nosso ano comemorativo. Neste meio século de existência, a ação do BRDE impulsionou novos ciclos de industrialização, fortaleceu a agricultura e gerou centenas de milhares de empregos. O cinquentenário nos remete à ideia de uma retomada do planejamento de longo prazo, capaz de harmonizar desenvolvimento econômico, inclusão social e preservação do meio ambiente”, apontou Pagliari.

Fonte: Assessoria de Comunicação/BRDE
Fotos: Divulgação/BRDE