NOTÍCIAS

ABDE e Sebrae debatem as oportunidades de negócio para Copa

31 de outubro de 2011 às 0:00
Compartilhe essa notícia

O Sistema Nacional de Fomento tem a obrigação de oferecer aos empresários o acesso ao crédito para que possam aproveitar as oportunidades geradas com a Copa de 2014. A opinião é de Maurício Elias Chacur, presidente da ABDE e InvesteRio (Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro).  “A proposta é que, em 2012, consigamos criar linhas de crédito específicas. É uma oportunidade que se avizinha e nós, agências de fomento e bancos, temos a obrigação de dar crédito aos empresários”, afirmou Chacur no seminário Programa Sebrae 2014 e o Sistema Público de Fomento, realizado na segunda-feira (28/11), em Brasília.

O evento, promovido em parceria entre a ABDE e o Sebrae, teve como objetivo aproximar a oferta e a demanda por investimento e financiamento gerados pela Copa, que irá movimentar cerca de R$ 170 bilhões no país. Chacur ressaltou que o seminário permite um diálogo ainda maior não só entre as duas instituições, mas também entre as agências de fomento. “Ações como essas têm se repetido. Estamos antecipando os acontecimentos e promovendo uma troca de experiências entre todos”, conclui.

O diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, destacou a importância de eventos dessa natureza para preparar as pequenas e médias empresas. “Temos de pensar no que podemos agregar ainda mais a essas empresas, como reconhecer oportunidades, aproximar os demandantes dos pequenos negócios e identificar as lacunas e dificuldades apresentadas, para torná-las aptas a fornecer”, disse Santos, que salientou ainda a necessidade de antecipar as ações e não deixá-las simplesmente acontecer. “Chegamos a conclusão de que se não fizemos nada, as MPEs vão participar dos eventos. Mas, o que podemos fazer de diferente? Temos que utilizar isso [Copa 2014] para alavancar os negócios. O papel do Sebrae é dar mais informação, inclusive com mesas de debates regionais”, afirma.

Durante o seminário, o Dival Schmidt apresentou o programa Sebrae 2014 e lançou a publicação “Inclusão Financeira no Sistema Público de Fomento: experiências selecionadas”, onde estão detalhadas algumas linhas de crédito ofertadas pelas agências de fomento e bancos de desenvolvimento. Representantes do BNDES, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e das instituições de fomento, Banco do Nordeste, Nossa Caixa Desenvolvimento, Desenbahia e MT Fomento também falaram sobre os financiamentos já disponíveis e as novas linhas voltadas para o evento esportivo.

Fonte: Assessoria de Comunicação/ABDE