NOTÍCIAS

Heraldo Alves das Neves assume a presidência da Fomento Paraná

14 de março de 2019 às 11:44
Compartilhe essa notícia

O novo diretor-presidente da Fomento Paraná tomou posse na sexta-feira (8/3). Heraldo Alves das Neves, que foi diretor administrativo e financeiro da instituição (2011-2017), substitui Vilson Ribeiro de Andrade. A transmissão do cargo foi realizada em uma solenidade simples na presença dos colaboradores da empresa, em Curitiba.

Economista, pós-graduado em finanças e com atuação em diversas instituições públicas, Heraldo Neves foi indicado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e, após análise do Conselho de Controle das Empresas Estaduais (CCEE) e do Conselho de Administração da instituição (CAD), teve o nome homologado pelo Banco Central do Brasil.

No período em que deixou a diretoria da Fomento Paraná, Heraldo Neves ocupou o cargo de secretário de Planejamento e Administração, e de Recursos Humanos (interino), na Prefeitura de Curitiba, de onde é servidor de carreira, desde 1990, com passagem por diversos cargos.

Para a nova gestão o presidente disse que a atuação da instituição será reforçada em todos os aspectos, principalmente na modernização da plataforma de concessão de crédito aos setores privado e público.

E atendendo às novas diretivas do Governo do Paraná, de promover a inovação, a modernização e o desenvolvimento tecnológico, a empresa deverá focar a atenção em novas fontes para captação de recursos e na gestão de fundos de desenvolvimento.

“Temos uma missão magnífica, que é conceder o crédito e estimular o desenvolvimento econômico e social”, disse Neves. “O Paraná trabalha para ser um Estado moderno, inovador e referência. E a Fomento Paraná, que já é referência, pode também inovar e ser a melhor no país. Estamos no caminho e devemos chegar lá com esta equipe”, concluiu.

O agora ex-diretor, Vilson Ribeiro de Andrade, agradeceu a dedicação e empenho dos colaboradores ao longo de sua gestão. Ele destacou os avanços e falou sobre os desafios que ainda precisam ser superados especialmente frente às novas tecnologias e na busca de fontes alternativas de funding capazes de assegurar e impulsionar um novo ciclo de evolução na carteira de crédito.

Fonte: Fomento Paraná