BLOG

O SNF E O MICROCRÉDITO PARA MICROEMPREENDEDORES

17 de março de 2020 às 13:02
Compartilhe essa notícia

A principal forma de atuar junto a micro e pequenos empresários é por meio do microcrédito produtivo orientado. Com o objetivo de fortalecer microempreendedores formais e informais, este instrumento lhes fornece acesso à capital tanto para investimentos fixos quanto para capital de giro. O Sistema Nacional de Fomento possui inúmeros casos bem-sucedidos de crédito produtivo a pequenos empreendedores, em todos os segmentos:

Indústria

No setor industrial, a GoiásFomento concedeu financiamento ao empresário Agnaldo João Elias, dono da Barbantes ENE, em Ipameri (GO). Agnaldo utilizou os recursos para adquirir novas máquinas e matéria-prima. Com produção mensal de 265 kg de barbantes, sua meta é expandir o negócio com contratação de mais funcionários e produzir 900 kg por mês, estimativa de demanda para a sua produção.

Serviço

Já no âmbito do setor de serviços, buscando incentivar o turismo de sua região, a Agência de Fomento de Tocantins atua no segmento mobilidade urbana, fornecendo financiamento para motoristas de táxis filiados ao sindicato da categoria, que desejam adquirir o veículo, por intermédio da linha Sintaxi. O taxista Domingues, por exemplo, trabalha nessa área há 16 anos, e por meio do financiamento poderá adquirir pela primeira vez o seu carro, tornando-se, portanto, o seu próprio patrão.

O BRB, por meio do Prospera, programa de microcrédito produtivo do governo de Brasília, financiou Divino Henrique Oliveira Sampaio, para que ele pudesse expandir a sua oficina de automóveis e construir uma segunda unidade. O programa, além de fortalecer os empreendimentos da região, proporciona a geração e a manutenção de empregos. Na loja do Divino, dois funcionários foram contratados.

A Desenvolve MT gerou e manteve mais de 200 empregados, com o financiamento de R$ 2,29 milhões, com o Programa de Incentivo ao Turismo em Mato Grosso. Em 2014, a empresária Lorena de Paula financiou a implantação do seu restaurante especializado em galeto. Em 2019, Lorena fez um novo financiamento na agência, com o objetivo de ampliar o seu negócio, e adquiriu máquinas e equipamentos com tecnologia mais avançada para a linha de produção do restaurante.

Comércio

Por intermédio da linha de microcrédito Banpará Comunidade, o banco dinamizou o comércio varejista da sua região de atuação. Com o financiamento desta linha, a Ki-Bom Açaí conseguiu formalizar e ampliar a empresa, com a abertura de mais uma loja e começou a exportar seus produtos para outras cidades.

Também via microcrédito, a Afeam beneficiou 65 empreendedores do município de Presidente Figueiredo no Amazonas, no início de 2018. Com a liberação de R$ 263 mil em microcrédito, a agência de fomento espera ampliar a sua atuação no interior do estado, levando desenvolvimento, emprego e renda à população. Um dos beneficiados, Valdney Brandão Malveira, utilizou os recursos disponibilizados pelo programa para melhorar a sua doceria, comprando máquinas e equipamentos para melhor produzir e atender os seus clientes.

Artesanato

Foi também por meio do programa de microcrédito empreendedor que a AGN investiu R$ 55 milhões, entre 2016 e 2018, em 131 municípios do Rio Grande do Norte. No total, foram realizadas mais de 18 mil operações, que geraram 27 mil postos de trabalho. Uma das empreendedoras que recebeu financiamento foi a artesã Maria Nasirene, da cidade de Tibau. Ela utilizou os recursos para comprar matéria-prima e investir em capacitação em sua área.

A Agefepe criou uma linha de financiamento especial com objetivo de auxiliar os expositores a adquirir estandes na Fenearte, a maior feira de exposição de artesanato da América Latina, que ocorre em Pernambuco. A artesã Viviane Agustinho conseguiu expandir seus negócios a partir desse financiamento. Com os recursos que obteve, ela expôs seus produtos e, com o lucro obtido, investiu na construção de um espaço adequado para sua oficina de artesanato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *