NOTÍCIAS

Webinar debate a recuperação a indústria brasileira no pós-pandemia

9 de julho de 2021 às 17:35
Compartilhe essa notícia

Nessa sexta-feira, a ABDE e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) realizaram o webinar “Os impactos da Covid-19 no setor industrial”, no canal da Associação no Youtube. Especialistas avaliaram que, se por um lado a pandemia da Covid-19 trouxe impactos significativos na economia brasileira e mundial, especialmente para a indústria; por outro, a crise pode ser a oportunidade para uma nova configuração da indústria brasileira na retomada do pós-pandemia, através da priorização de setores estratégicos e a adoção de uma política macroeconômica que dê sustentação ao setor.

Durante o webinar foi lançado o caderno temático “Os impactos da Covid-19 no setor industrial”, organizado a partir de artigos submetidos ao Prêmio ABDE-BID 2020. O caderno temático traz cinco trabalhos acadêmicos que abordam os efeitos econômicos da Covid-19 nas cadeias de produção industrial brasileiras e internacionais, oferecendo um amplo diagnóstico dos impactos da pandemia, propostas para superar a crise e identificar oportunidades de reposicionamento para o setor.

“O caderno temático conta com cinco artigos de excelente qualidade, com objetivo de pensar e discutir o setor industrial. O Sistema Nacional de Fomento tem a função de apoiar o desenvolvimento tecnológico e das cadeias produtivas, tanto nesse momento complicado de pandemia, quanto no pós-pandemia”, afirmou o secretário-executivo da ABDE, José Luis Gordon.

Para Gordon as Instituições Financeiras de Desenvolvimento (IFDs) serão fundamentais para alavancar a retomada industrial e a economia brasileira, seja através de linhas de crédito, apoio financeiro ou estruturação de projetos para a cadeia produtiva. “Temos a questão fiscal, da política industrial, de ciência e tecnologia e nesses casos os bancos de desenvolvimento, agências de fomento e bancos multilaterais têm um papel estratégico de ajudar a impulsionar a economia e o setor industrial”, destacou.

O especialista sênior do BID, Luciano Schweizer, lembrou que a pandemia é um desastre humanitário e afetou todas as pessoas. Contudo, do ponto de vista econômico e social, ela pode trazer oportunidades. “A recuperação da pandemia vai trazer consigo várias mudanças, que por si só vão ser oportunidades para reconfiguração e recuperação de cadeias de valor, tanto nacionais, quanto globais”, disse.

Schweizer destacou que o BID visa recuperação econômica ancorada em cinco eixos estratégicos: recuperação comercial, apoio às MPMEs, incentivo à digitalização, redução da desigualdade de gênero e o combate às mudanças climáticas. “Essa perspectiva é oportuna e tem a ver com a nossa visão estratégica 2025 do BID, que pretende reconduzir a América Latina e Caribe ao crescimento dentro desse processo de recuperação”.

 

Caderno temático

Autores de três artigos publicados no caderno temático apresentaram no webinar os trabalhos e discutiram o assunto. Foram expostos os artigos “Impactos da Covid-19 na indústria de transformação do Brasil”, de autoria de Thiago Miguez, Marília Basseti Marcato, Júlia Torracca, Esther Dweck e Kethelyn Ferreira; “Inovação e inserção da indústria brasileira nas cadeias globais de valor pós-Covid-19”, escrito por Eliane Araújo e Samuel Costa Peres; e “Consequências da Covid-19 para a indústria global”, de Rafael Palma Mungioli, Gabriel Marino Daudt e Luiz Daniel Willcox.

“A crise ressaltou a importância estratégica que a indústria tem de fazer frente não só às demandas produtivas, mas também às demandas sociais, com a garantia de oferta de bens essenciais, geração de emprego de qualidade e na transformação tecnológica na direção de novos paradigmas produtivos, particularmente a digitalização”, afirmou Thiago Miguez.

Para Rafael Palma, setores estratégicos da indústria voltaram a ser valorizados internacionalmente. Por isso, ele acredita que será difícil para um país que não possua empresas industriais de capital nacional conseguir lidar com um cenário global de disputa. “O Brasil precisa se aproveitar do contexto em que a indústria está sendo repensada como item estratégico para fazer uma política industrial visando uma inserção internacional mais qualificada”, apontou.

Eliane Araújo lembrou que a indústria brasileira foi uma das que mais recuou no mundo nos últimos 50 anos. Para ela, é preciso maior investimento especialmente nos setores ligados à ciência tecnologia e inovação, pois eles possuem impacto importante na economia no longo prazo, especialmente em momentos de crise.

“Quando olhamos a trajetória de desenvolvimento das economias, conseguimos observar que não teve nenhum país que se tornou desenvolvido sem um setor industrial forte. Há uma relação clara e importante entre o desenvolvimento do setor industrial e o desenvolvimento de uma economia”, disse, reforçando outro aspecto que ficou em evidência no atual cenário: ““A crise também mostrou que a indústria é importante porque ela garante soberania nacional no enfrentamento de uma pandemia”.

A íntegra do webinar pode ser vista no canal da ABDE no Youtube, clicando aqui.

O caderno temático está disponível aqui.