NOTÍCIAS

Sicoob disponibiliza R$ 20 milhões para pessoas prejudicadas pelas chuvas

11 de fevereiro de 2020 às 14:34
Compartilhe essa notícia

Os associados ao Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) dos municípios da região Sul do Espírito Santo que foram afetados pelas fortes chuvas dos últimos dias terão uma nova linha de crédito para os auxiliarem na retomada de suas atividades. O volume de recursos liberados pode chegar a R$ 20 milhões na linha intitulada Recomeçar.

Pessoas e empresas que ainda não são associadas podem abrir uma conta e se credenciar para a obtenção do crédito. Os valores contratados poderão ser investidos, por exemplo, na compra de eletrodomésticos, móveis e utensílios, além da reforma de imóveis avariados pelas águas. Os interessados nessa linha podem ir a uma agência da instituição financeira cooperativa nos municípios que decretaram estado de calamidade pública por conta das chuvas ou acessar o site https://recomece.sicoobes.com.br/ e preencher o formulário de interesse.

Apoio

Fábio Novaes, presidente do Sicoob Sul-Litorâneo, ressalta a importância do apoio aos seus cooperados. “Os desastres foram bastante significativos, e temos o compromisso como cooperativa de incentivar a reconstrução, o recomeço e a restauração dessas cidades. Acredito que juntos conseguiremos nos reerguer com mais agilidade”, afirma.

O limite de crédito por beneficiário será de até R$ 3 mil para pessoas físicas e de R$ 15 mil para empresas. A taxa efetiva de juros será de 0,5% ao mês. Os associados que realizarem o pagamento das parcelas em dia e que apresentarem os comprovantes da utilização de 50% do crédito contratado ficarão isentos dos juros.

Recursos

Os juros serão estornados por meio de recursos do Fundo de Assistência Técnica Educacional e Social (Fates) e do Fundo de Investimento Social (FIS). Esses capitais são constituídos por um percentual das sobras da cooperativa (lucros) e estão sendo direcionados para agilizar a retomada dos negócios e da vida das pessoas nessas localidades.

Para as pessoas e empresas que se associarem à instituição cooperativa após a data da decretação do estado de calamidade pública, haverá o benefício da taxa subsidiada de 0,5% ao mês, praticamente o custo de oportunidade do capital. “Também vamos analisar individualmente a renegociação das operações de crédito já contratadas pelos associados das cidades atingidas pelas fortes chuvas”, afirma presidente do Sicoob Sul, Rubens Moreira.

 

Fonte: Ascom/Sicoob