NOTÍCIAS

Laboratório de Inovação Financeira é aceito em seleto grupo de membros ligados à ONU Meio Ambiente

9 de outubro de 2020 às 10:27
Compartilhe essa notícia

O Laboratório de Inovação Financeira (LAB) foi aceito como membro do FC4S (Financial Centres for Sustainability). É o primeiro organismo brasileiro – e da América do Sul – a participar do FC4S, grupo que vem debatendo e desenvolvendo soluções financeiras inovadoras que visam contribuir para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e os compromissos para o enfrentamento dos riscos de mudança climática (Acordo de Paris). A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) será a representante do LAB no FC4S.

“É um marco para o LAB, para a CVM e para o Brasil. A adesão do LAB ao FC4S, além de gerar mais visibilidade internacional ao bem-sucedido trabalho do Laboratório, que promove o debate das finanças sustentáveis no Brasil, vai permitir uma frutífera troca experiências sobre finanças sustentáveis interação com outros representantes de centros financeiros preocupados com as temáticas de finanças verdes e mudança climática”, comenta José Alexandre Vasco, Superintendente de Proteção e Orientação aos Investidores (SOI) da CVM.

 

Participação brasileira

A partir de agora, o Brasil, por meio do LAB, poderá participar de diversos Grupos de Trabalho (GTs) regionais do FC4S. “Os membros possuem alguns compromissos. Destaco a questão da promoção de ações estratégicas em finanças verdes e sustentáveis; o compartilhamento de conhecimento para capacitação humana, incluindo a medição no que diz respeito à contribuição do centro financeiro para ações climáticas e desenvolvimento sustentável; a cooperação para a expansão do pipeline de ativos e produtos verdes; e o trabalho com outros reguladores municipais, regionais, nacionais e internacionais para construir condições favoráveis para as finanças verdes e sustentáveis”, explica Vasco.

 

Sobre o FC4S

Trata-se de parceria entre integrantes de Centros Financeiros e o Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas, com Secretariado em Genebra, Suíça. A iniciativa se deu em 2017, durante uma reunião do G7. Atualmente conta com 30 membros, dentre agências do governo, forças tarefas do setor privado e parcerias público-privadas. Os membros são, em sua maioria, da Europa e da Ásia, havendo alguns focos estratégicos na África e três nas Américas, sendo apenas um recentemente na América Latina (México).

O objetivo do FC4S é acelerar a expansão das finanças sustentáveis, permitindo que os centros financeiros troquem experiências, conduzam a convergência e tomem medidas em prioridades compartilhadas. O grupo tem como missão principal capacitar os centros financeiros para acelerar a mudança para finanças sustentáveis, fornecendo as ferramentas e percepções para envolver as instituições locais, informar e influenciar a política e, por fim, catalisar a transformação do mercado.

Mais informações em https://www.fc4s.org/.

 

Sobre o LAB

O Laboratório de Inovação Financeira (LAB) é um fórum de interação multissetorial, criado pela Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que, em parceria com a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, reúne representantes do governo e da sociedade para promover as finanças sustentáveis no país. O objetivo é criar soluções inovadoras de financiamento para a alavancagem de recursos privados para projetos com adicionalidade social e/ou ambiental e contribuir para o cumprimento das metas brasileiras associadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS (Agenda 2030) e aos compromissos para o enfrentamento dos riscos de mudança climática (Acordo de Paris). Lançado em agosto de 2017, o LAB atua por meio do diálogo intersetorial organizado em Grupos de Trabalho (GT).

Mais informações em http://www.labinovacaofinanceira.com/