NOTÍCIAS

Desenbahia amplia limite de microcrédito para empreendedores

27 de novembro de 2019 às 11:32
Compartilhe essa notícia

A Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) tem adotado novas condições para dar mais oportunidades a pequenas empresas. Uma delas é o limite de contratação do Programa de Microcrédito do Estado (CrediBahia), que foi ampliado de R$ 10 mil para R$ 21 mil. A iniciativa tem como foco a inclusão socioprodutiva, permitindo a manutenção e a ampliação das alternativas de trabalho para a parcela da população que encontra dificuldades de acesso ao crédito.

A gerente de Microfinanças da Desenbahia, Márcia Fonseca, explica que “o aumento dos limites foi uma medida para enfrentamento do alto índice de desemprego no nosso estado e para dar uma força maior para o empreendedorismo local. É um crédito voltado a pequenos empreendimentos, sejam eles formalizados ou não”.

O comerciante Robson Barreto conseguiu financiamento do CrediBahia para a loja de materiais elétricos que abriu quando ainda estava na universidade. Com o financiamento, o negócio cresceu. “Esse crédito ajuda muito o microempresário com capital de giro para comprar e casar o ciclo de compra com o de venda. O valor nos dá chance de sonhar um pouco mais alto, de pensar em novos produtos com valor agregado mais caro e evoluir”, afirma.

A contratação pode ser feita nos postos de atendimento do CrediBahia nos municípios. Para 2019, a agência destacou o valor de R$56 milhões para aplicação em microcrédito produtivo e.  “Os empreendedores podem procurar as unidades que estão disponíveis nos municípios ou as prefeituras para tomar conhecimento do local. É preciso apresentar documento de identificação ao agente de crédito, que irá visitar o empreendimento para levantar as informações e encaminhar a proposta para a sede, em Salvador”, acrescenta Márcia Fonseca.

Atualmente, o programa mantém na carteira ativa 12,5 mil contratos e já liberou, desde 2002, mais de R$ 500 milhões. O CrediBahia financia capital de giro para compra de mercadorias e matérias-primas; investimentos fixos para aquisição ou conserto de máquinas ou equipamentos; reforma ou ampliação de instalações. A taxa de juros é de 2% ao mês, com prazo de até 24 meses para investimentos fixo ou misto.

 

Fonte: Ascom/Desenbahia