NOTÍCIAS

Covid-19: AGN adota medidas para proteger atividade econômica do Rio Grande do Norte

25 de março de 2020 às 14:36
Compartilhe essa notícia

A Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN-RN) está se colocando na linha de frente no amparo ao microempreendedor e ao segmento produtivo potiguar para proteger à atividade econômica do estado, às receitas das empresas e aos empregos dos cidadãos norte-riograndenses, neste momento de profunda dificuldade em razão da pandemia causada pelo novo coronavírus (covid-19).

Em articulação com o governo do estado, a agência informou que tomou as providências adiante relacionadas e segue sobrepondo e arregimentando todos os esforços na busca de soluções internas e de novas fontes de recursos que possam contribuir para as soluções que se desenham a missão de fomentar e recuperar negócios no estado.

É importante destacar a injeção de recursos direcionados a produtores e empreendedores dos setores da Agricultura e Pecuária, Agronegócio, Indústria, Comércio e Serviços, entre os quais Cultura, Artesanato, Turismo, além da garantia do respaldo ao microempreendedor do RN.

Ao todo, a partir de recursos próprios e intermediação de recursos de instituições parceiras, a AGN-RN garante o investimento inicial total de aproximadamente R$ 35 milhões em crédito a serem injetados na economia do Rio Grande do Norte.

Nesse sentido, as seguintes medidas foram adotadas:

– Suspensão sob demanda do cliente pelo prazo de 90 dias do pagamento de parcelas de financiamentos ativos e adimplentes.

– Carência de até 90 dias para novas operações de Microcrédito para diversos segmentos da economia potiguar para financiamentos realizados até 30 de abril. Recursos disponíveis na ordem de R$ 16 milhões para o ano de 2020.

– Manutenção de bonificação nos juros para pagamento em dia de parcelas de contratos de financiamento do Microcrédito, mesmo com solicitação de suspensão da cobrança ou benefício da carência de 90 dias.

– Criação de nova linha para a Agricultura Familiar, dentro do Programa Microcrédito do Empreendedor, com início da operação previsto para 10 de abril. Recursos disponíveis na ordem de R$ 1 milhão para serem investidos em operações de crédito de até R$ 5 mil por produtor rural da agricultura familiar.

– Implantação de atendimento por aplicativo de mensagem (Whatsapp) e ampliação do número de linhas telefônicas para atendimento ao público.

– Captação de propostas de financiamento via site oficial da Agência de Fomento do Rio Grande Norte S.A. (AGN-RN).

– Liberação de financiamentos online.

– Atendimento presencial por agendamento para atender casos excepcionais.

– Operacionalização do FUNGETUR – Fundo Geral de Turismo, a partir de recursos do Ministério do Turismo através de linhas de crédito para o segmento do Turismo com início da operação previsto para 10 de abril. Recursos disponíveis na ordem de R$ 13 milhões para serem investidos através de crédito em obras, capital de giro e aquisição de bens por empreendedores do setor.

– Agilização de entendimentos junto ao BNB – Banco do Nordeste do Brasil para liberação de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Recursos disponíveis na ordem de R$ 4,4 milhões.

– Gestão da Agência de Fomento do RN e Governo do Estado junto ao BNDES para operacionalização de recursos do pacote do Governo Federal de socorro às empresas.

– Direcionamento ao corpo técnico para buscar alternativas para novas fontes de recursos que possibilitem o respaldo financeiro aos vários segmentos da economia, de forma a diminuir os efeitos negativos da pandemia sobre a economia potiguar.

Fonte: Ascom/AGN

 

Leia mais:

Covid-19: AGN oferece linha de crédito para produtores da agricultura familiar do RN