NOTÍCIAS

Brasil perde um de seus maiores desenvolvimentistas

31 de julho de 2011 às 0:00
Compartilhe essa notícia

Foto: Aguinaldo NovaisA ABDE manifesta pesar pelo falecimento do economista Antonio Barros de Castro, ex-presidente e diretor do BNDES, e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Castro ultimamente se debruçava a respeito dos impactos do crescimento econômico da China sobre o mundo. “O Brasil precisa de um plano C para viver no mundo sinocêntrico”, afirmou, na palestra de abertura do VI Encontro de Economia Baiana, organizado pela Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), realizado em Salvador, no dia 16 de setembro do ano passado.

“Castro é um grande desenvolvimentista, sempre acreditou na força da economia brasileira, e a ‘Marcha Forçada’ é um belo exemplo desta crença”, ressalta Marco Antonio de Araujo Lima, superintendente da ABDE, que foi aluno de Castro durante o mestrado, na UFRJ.

O economista faleceu neste domingo, em casa, no Rio de Janeiro, no auge de sua capacidade intelectual. Ele preparava palestra sobre a China, que seria ministrada nesta quinta-feira, no anfiteatro da UFRJ.

Leia aqui a reportagem sobre a palestra de Castro no VI Encontro de Economia Baiana, publicada na revista Rumos (Ed. 253, Setembro – Outubro de 2010).

 (Foto: Aguinaldo Novais/Divulgação VI Encontro de Economia Baiana)