NOTÍCIAS

BNDES patrocina XV Bienal do Livro Rio

31 de agosto de 2011 às 0:00
Compartilhe essa notícia

O BNDES apoia sob a forma de patrocínio a XV Bienal do Livro Rio, que começou nesta quinta-feira, 1º, no Riocentro, e segue até o próximo dia 11, período em que deve receber cerca de 640 mil visitantes. Participam do evento expositores de editoras e livrarias nacionais, representantes de editoras internacionais e autores independentes, além de bibliotecas, institutos, fundações e outras entidades ligadas diretamente à cultura e à educação.

 

Escritores reconhecidos no cenário nacional e internacional estarão em contato com o público, tais como Anne Rice (autora do romance Entrevista com o vampiro); Gonçalo M. Tavares, um dos mais importantes nomes da literatura portuguesa contemporânea; e William P. Young, autor do best-seller A cabana. Entre os brasileiros, encontram-se Luis Fernando Veríssimo, Ferreira Gullar, Zuenir Ventura e Ruy Castro.

 

A programação inclui debates, palestras, leituras encenadas e atividades para o público infanto-juvenil. Paralelamente, mais de 950 expositores realizarão atividades próprias, como lançamentos de livros e sessões de autógrafos. O patrocínio do BNDES busca promover o acesso à cultura e estimular a produção e difusão literária, incitando o fortalecimento e a consolidação da cadeia produtiva do setor editorial no País.

 

Apoio crescente – Desde 2009, o Banco reforçou seu apoio ao setor, através da ampliação do Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura (BNDES Procult). À época, foi instituída a linha específica “Apoio ao segmento editorial e livrarias”, por meio do qual o Banco já aprovou R$ 249,5 milhões em financiamentos à edição e impressão de livros, bem como à expansão de livrarias. Atualmente, encontram-se em análise pelo BNDES Procult operações de financiamento para editoras e livrarias no valor total de R$ 73,3 milhões.

 

Para as micro, pequenas e médias empresas do setor, o Banco financia, através do Cartão BNDES, a compra de papel de impressão. As empresas da cadeia produtiva do livro foram as primeiras a poder utilizar o Cartão para a compra de insumos, dentro da série de medidas BNDES Pro-Livro, adotadas em 2005. Tais empresas também podem utilizar o Cartão para adquirir bens de consumo, como computadores, prateleiras, impressoras, etc.

 

Atualmente, 1.316 editoras possuem o Cartão BNDES, com limite de crédito total de R$ 74,1 milhões. Nos últimos 12 meses, essas empresas realizaram 2.345 transações, no valor de R$ 27,6 milhões. Do total de operações, 1.166 foram para aquisição de papel e serviços de impressão. Dos R$ 27,6 milhões desembolsados, R$ 14,6 milhões destinaram-se à impressão de, aproximadamente, 3,7 milhões de livros.