NOTÍCIAS

BNDES destina R$ 7,5 mi para inovação em carro elétrico

31 de julho de 2011 às 0:00
Compartilhe essa notícia

O BNDES financiará o desenvolvimento de motores elétricos pela WEG S/A. A empresa receberá apoio do Banco no valor de R$ 7,5 milhões, equivalentes a 62,3% do investimento total, de R$ 12 milhões.

Os recursos serão liberados por meio da linha Inovação Tecnológica, uma vez que os novos motores trarão avanços em relação aos já existentes. Os motores seguirão duas rotas tecnológicas: a de tração elétrica híbrida e a de tração puramente elétrica.

Entre as tecnologias inovadoras, estão o desenvolvimento de um sistema de tração mais leve, compacto e eficiente em comparação aos já existentes, e de um novo sistema de refrigeração que permita a redução de peso e aumento da confiabilidade.

As atividades serão realizadas prioritariamente na sede da empresa em Jaraguá do Sul (SC), mas também poderão ser executadas por parceiros tecnológicos, como consultores, universidades ou institutos de pesquisa. A conclusão do projeto está prevista para dezembro de 2013.

O financiamento à inovação é contemplado com condições financeiras especiais do Programa BNDES de Sustentação do Investimento (BNDES PSI), de 4% ao ano. Entre os méritos do projeto, está o alto potencial de crescimento do mercado de veículos elétricos, com demanda nacional em nichos específicos. Além disso, os sistemas de tração elétrica são uma alternativa ao uso de motores a combustão, sobretudo porque trazem menos impacto ao meio ambiente e são mais eficientes.

Boa parte da atual ineficiência energética do motor de combustão vem da geração de calor. Estima-se que apenas 15% da energia potencial de um combustível em um automóvel seja efetivamente utilizada para movimentá-lo. Já os veículos elétricos apresentam rendimento mínimo do motor de 40%.

Há, atualmente, duas categorias de veículos elétricos: híbridos e puramente elétricos. Os híbridos são assim chamados por combinarem um motor de combustão interna com um gerador, uma bateria e um ou mais motores elétricos. Nesses veículos, o motor a combustão é menor e menos potente que nos veículos convencionais, reduzindo o consumo de combustível e volume de emissões.

Os veículos puramente elétricos não possuem motor a combustão. São integralmente movidos por energia elétrica, seja provida por baterias, por células de combustível, por placas fotovoltaicas (energia solar) ou ligados à rede elétrica, como os trolebus. A maioria dos lançamentos das grandes montadoras tem se concentrado em veículos à bateria.

O projeto da WEG está em linha com a estratégia da empresa de investir no desenvolvimento de novos produtos com tecnologia própria. Por ser um fabricante brasileiro de geradores e motores elétricos, a WEG pode contribuir para o desenvolvimento de uma indústria nacional de veículos elétricos.

Fonte: Ascom/BNDES.