NOTÍCIAS

Banco da Amazônia aplica R$ 43 mi em reflorestamento

31 de dezembro de 2011 às 0:00
Compartilhe essa notícia

O Banco da Amazônia, por meio do FNO-Biodiversidade, aplicou R$ 43 milhões em projetos de reflorestamento e manutenção da Floresta Amazônica de janeiro à metade de dezembro do ano passado. Esta fonte de recursos é uma das linhas do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), voltada para a implantação, a ampliação, a modernização, a reforma e a relocalização de empreendimentos que priorizem o uso de recursos naturais com boas práticas de manejo.

“O programa tem como meta, ainda, conceder financiamentos a negócios que privilegiem a regularização e a recuperação de áreas de reserva legal degradadas/alteradas das propriedades rurais”, explica o diretor Comercial e de Distribuição do banco, Gilvandro Negrão. “Essa recuperação contribui para o estoque de carbono do país”.

O reflorestamento de reserva legal também tem como objetivos a geração de emprego e renda e o desenvolvimento de um ambiente de negócios para o setor florestal, para torná-lo competitivo em relação a outras atividades tradicionais.

FNO-Biodiversidade

A linha de crédito com taxa de juros de 4% ao ano para a recuperação de reserva legal beneficia produtores rurais, populações tradicionais da Amazônia não contemplados pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O fundo também contempla pessoas jurídicas que tenham a sede da administração no país e sejam organizadas em conformidade com a lei brasileira.

Atividades ou planos que poderão ser financiados têm como proposta o manejo florestal sustentável, o reflorestamento, os serviços ambientais, os serviços agroflorestais (SAF) e os sistemas silvipastoris (SSP).

O interessado em receber mais informações pode procurar qualquer uma das agências do banco ou acessar seu site.

Fonte: Assessoria de Comunicação/ Banco da Amazônia