NOTÍCIAS

Aliança de Bancos Subnacionais de Desenvolvimento da América Latina é lançada em evento on-line

6 de abril de 2021 às 16:21
Compartilhe essa notícia

Nessa terça-feira (06/04), em conferência on-line, foi realizado o lançamento da Aliança de Bancos Subnacionais de Desenvolvimento da América Latina e Caribe. Liderada pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), pela Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), pelo Fundo Global para o Desenvolvimento das Cidades (FMDV) e pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Relações Internacionais (IDDRI), a Aliança tem o propósito de reforçar o papel estratégico dos Bancos Subnacionais de Desenvolvimento para financiar a implementação das Agendas Globais nas cidades e territórios da América Latina.

A iniciativa surgiu após a Cúpula Finance In Common, realizada em novembro de 2020, e representa o segundo fórum regional da Aliança Global de Bancos de Desenvolvimento, após a criação da Aliança para a África em 2016. O grupo tem como objetivos alinhar investimentos com a Agenda 2030 e o Acordo de Paris; promover investimentos sustentáveis por meio de portfólios de projetos de desenvolvimento urbano e territorial e dinamizar os mercados financeiros urbanos e municipais; desenvolver uma plataforma de diálogo com governos locais e parceiros financeiros; e reforçar o papel estratégico dos Bancos subnacionais de desenvolvimento e a contribuição da Aliança para as Agendas Globais em fóruns internacionais.

O evento de lançamento contou com a participação de executivos da instituições de fomento de toda a região, como o presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, e a presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo-Sul (BRDE), Leany Lemos, além de representantes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), do Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata) e do Banco Mundial, entre outros.

O presidente da ABDE e do BDMG, Sergio Gusmão Suchodolski, participou da abertura e do encerramento do encontro, e destacou a importância da iniciativa, que terá uma agenda extensa de trabalho nos próximos meses. “A Aliança está aberta a todos os parceiros e instituições de fomento, e essa rede viva permitirá uma troca profícua e relevante para que utilizemos todos os instrumentos disponíveis para termos cidades mais sustentáveis e desenvolvidas”, afirmou.

Para o presidente da AFD e do Clube de Bancos para o Desenvolvimento (IDFC), Rémy Rioux, a aliança entre as instituições públicas de fomento é particularmente importante nesse momento em que a América Latina enfrenta muitos desafios. “A região está sendo duramente afetada pela crise sanitária e social, com milhões de pessoas de volta à pobreza e taxas de desemprego crescentes. Há necessidade muito grande de apoio, o que vai demandar um esforço específico para auxiliar a economia regional no curto e médio prazos”, avaliou.

Durante o encontro, foi publicada a Declaração da Aliança de Bancos Subnacionais de Desenvolvimento da América Latina e Caribe, em que o grupo endossa a declaração assinada por todos os bancos públicos de desenvolvimento do mundo durante a Finance in Common Summit e reafirma a determinação coletiva de contribuir para o cumprimento da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável na região, enquanto respondem aos desafios da crise da Covid-19. A íntegra da declaração está disponível aqui.