BLOG

Dia Mundial do Meio Ambiente: O SNF em defesa da sustentabilidade

5 de junho de 2020 às 13:03
Compartilhe essa notícia

No Dia Mundial do Meio Ambiente, a ABDE reforça que a sustentabilidade é uma das grandes pautas defendidas pelo Sistema Nacional de Fomento. As Instituições Financeiras de Desenvolvimento têm assumido o compromisso de trabalhar de acordo com a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Neste 5 de junho, se faz necessário refletir sobre os desafios ambientais e a importância da preservação.

Confira algumas ações divulgadas pelos associados em suas redes sociais, nessa semana, sobre o tema:

Banco da Amazônia: O Banco da Amazônia postou em suas redes sociais dicas de como impulsionar a sustentabilidade por meio da prática da reciclagem com itens do dia a dia:

– Reutilizar potes de vidro. Eles podem virar vasos para plantas, guardar temperos ou virar um ótimo recipiente para chás e bebidas.

– Reutilizar embalagens de alimentos. O potinho da margarina, por exemplo, vira objeto para guardar sobras de comida em geral.

– Reaproveitar a escova de dentes velha para virar item de limpeza na faxina. Ótima aliada para limpar espaços pequenos, como aparelhos eletrônicos (controle remoto, teclado do computador, etc) e o rejunte do azulejo.

Banco do Brasil: Em seus perfis, o banco destacou que é uma das empresas mais sustentáveis do mundo e afirmou que a sustentabilidade está incorporada a muitos aspectos estratégicos adotados pela instituição, relembrando que em 2019 a carteira de negócios verdes do banco apresentou um saldo de R$174 bilhões, integrada por operações de crédito e empréstimos para os setores de energias renováveis; eficiência energética; construção, transporte, turismo e agricultura sustentável; água; pesca; floresta; e gestão de resíduos. Além de setores de cunho social e inclusivo, como: educação, saúde e desenvolvimento local e regional.

Bandes: O fundo Desenvolve Rio Doce, criado em conjunto pelo Banco de Desenvolvimento do Estado do Espírito Santo (Bandes), pela Fundação Renova e pelo BDMG, surgiu para dar apoio aos micro e pequenos empreendedores, de municípios capixabas e mineiros, que foram atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG). A linha incentiva a economia dos municípios banhados pelo Rio Doce, a geração de empregos e consolidação dos negócios locais.

O Bandes também incentiva o uso da Energia Verde e oferece possibilidades de investimento em energia fotovoltaica. Com economia na conta de luz e rápida recuperação do investimento, a linha é uma ótima opção para quem quer mesclar o uso sustentável de recursos naturais e a redução de custos.

Reflorestar é uma iniciativa apoiada pelo banco, que promove a preservação e práticas sustentáveis no meio ambiente capixaba. Desde 2016, o programa já ajudou a preservar e recuperar cerca de 20 mil hectares de Mata Atlântica. Até 2019, R$ 42 milhões foram repassados para os proprietários rurais que dispõem de parte de sua propriedade para a preservação de recursos naturais.

BDMG: Na Semana do Meio Ambiente, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais destaca que instalou a primeira unidade de energia fotovoltaica para suprir parte da demanda de sua sede. São 280 m², 96 módulos e estimativa de geração de 2.750 KWh/mês assim que a pandemia passar e as instalações forem novamente ocupadas.

O banco também disponibilizou seu Relatório de Sustentabilidade e convidou seus seguidores a refletir sobre o papel dos bancos de desenvolvimento na criação de oportunidade inclusivas e sustentáveis para a sociedade, por meio dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), das Nações Unidas.

BNB: O Banco do Nordeste (BNB) ressaltou nas suas redes que acredita que as novas tecnologias e a inovação nos negócios devem ser aliadas da sustentabilidade ambiental. Por meio das linhas de financiamento FNE Sol, FNE Verde, Pronaf Semiárido, Pronaf Floresta, Pronaf Eco, Pronaf Agroecologia e também do FNE Inovação, o banco fomenta negócios sustentáveis e incentiva seus colaboradores a adotarem práticas de preservação do meio ambiente.

BRDE: O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgou, nesta semana, o Projeto Costurando Solidariedade que procura reciclar os resíduos produzidos pela instituição, transformando-os em novos produtos. Confira o vídeo completo sobre esta iniciativa aqui.

Sicoob: O Sicoob possui uma linha de crédito que incentiva projetos ecologicamente sustentáveis. O Consignado Verde foi pensado para incentivar e viabilizar projetos que têm impacto positivo no meio ambiente, e pode ser utilizado para aquisição de carros elétricos, geração de energia fotovoltaica, instalação de kit-gás em veículos, projetos de redução de consumo de energia elétrica, entre outros. A linha traz inúmeros benefícios para a região de Governador Valadares (MG), que vão desde a proteção ao meio ambiente, baixa manutenção, retorno do investimento, valorização do imóvel e economia na conta de energia. Além disso, por se tratar de uma linha especial de uma cooperativa de crédito, os juros são reduzidos, com taxas fixas e até 60 meses para pagar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *