NOTÍCIAS

Novo presidente assume MT Fomento com metas de expansão

30 de junho de 2011 às 0:00
Compartilhe essa notícia

Mário Milton assume a presidência (Foto: Divulgação/MT Fomento)Formado em Ciências Contábeis e com experiência bancária, o novo presidente da Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso (MT Fomento), Mário Milton Verlangieri Ferreira Mendes, pretende focalizar as ações da Agência, especialmente do microcrédito, nos 141 municípios do estado. Entre as metas, está a operacionalização do trabalho com postos da Agência nas demais cidades do estado. O novo presidente tomou posse na segunda-feira, 25 de julho, em solenidade na sede da MT Fomento, que contou com a presença do governador Silval Barbosa.

“A ideia é fazer mais para continuar operando bem e tirar pessoas da informalidade. Entendemos que a MT Fomento é uma interlocução do governo com as camadas sociais. Algumas das iniciativas que a nova Diretoria pretende executar são: focalizar o microcrédito maciçamente, oportunizando novos negócios; buscar recursos com outras parcerias nacionais para expansão de projetos; e executar o planejamento estratégico proposto para a Agência”, destacou Mário Milton.

Para o presidente do Conselho Administrativo da MT Fomento e secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme), Pedro Nadaf, a Agência vem cumprindo, com seu trabalho, a determinação do governador Silval Barbosa. Nadaf revelou índices de crescimento do estado (14% em 2010 e previsão de 8% este ano) e o número de pessoas capacitadas com apoio do governo, mas alertou que o estado ainda carece de mão de obra especializada: “Em 2010, capacitamos mais de 60 mil trabalhadores, enquanto este ano o número de capacitados já chegou a 75 mil. Precisamos manter o processo de desenvolvimento econômico de Mato Grosso. Por isso, quero atribuir ao novo presidente da Agência de Fomento a missão de continuar com as políticas nesse sentido, visando tirar pessoas da informalidade e fortalecer quem já está na formalidade. Para isso, ele contará com uma equipe vencedora, no que tange ao fomento do desenvolvimento”.

O governador Silval Barbosa, após ouvir atentamente a prestação de contas de Arcleidy Dias Pereira, que no ato deixou o cargo de presidente, solicitou ao secretário Nadaf, apoio especial aos novos diretores na fase inicial do trabalho: “Houve empenho, determinação e zelo pela gestão pública no trabalho realizado. Arcleidy cumpriu seu papel e vai contribuir com sua experiência na Agência Executora da Copa de 2014 (Agecopa). Quero que a MT Fomento tenha apoio ainda maior nesses primeiros meses da gestão da nova equipe. Para que a Agência possibilite a criação de novos pontos de comércio, é preciso pensar mais linhas de crédito para fortalecer empresas”.

Prestando Contas – Antes de passar o cargo para o novo presidente, Arcleidy Dias Pereira, fez um relato das ações empreendidas em sua gestão. Lembrou que o papel da Agência é gerar crédito para os pequenos, justamente os que mais precisam; buscar alternativas de sobrevivência, sem a dependência exclusiva do governo do Estado; e manter o foco no desafio de cumprir a determinação do Banco Central de realizar operações financeiras e não operações de empréstimos. Arcleidy agradeceu o companheirismo da equipe com a qual trabalhou, a confiança do governador Silval Barbosa e lembrou o ex-governador Blairo Maggi, pela sensibilidade que teve ao preencher, com a criação da MT Fomento, o vazio deixado pelo extinto Banco de Desenvolvimento de Mato Grosso, o Bemat.
“Passo uma Agência equilibrada financeiramente, com metas cumpridas e resultados positivos. Uma instituição que não deve nenhuma pendência trabalhista, com R$ 10.331.294,28 em caixa e que tem servido de referência para a criação de outras agências no país”, destacou.

Arcleidy pontuou ainda, que desde 2008, quando enviou documentação sobre o trabalho da MT Fomento a todos os municípios de Mato Grosso, vem mantendo diálogo com os gestores, mas “poucos” retornaram demonstrando interesse em ações de parceria.

Em contrapartida, inúmeros projetos que melhoram a vida do cidadão mato-grossense servem de exemplo. Entre eles, o Casulo, em Reserva do Cabaçal, envolvendo 35 mulheres. Algumas delas pediam ajuda na beira da estrada. O frigorífico de Mirassol D’Oeste que oferece no mercado o Frangobom, tem 65% de recursos provenientes da MT Fomento. A Citou ainda a Cooperativa de Juara, envolvendo 69 mulheres. Os mototaxistas de Rondonópolis, com cerca de 300 pais de famílias. A Rota do Peixe, em Várzea Grande, especialmente em Bom Sucesso, onde é possível ver restaurantes, peixarias e fachadas de diversos estabelecimentos transformadas com recursos da Agência. Muitos pescadores do Rio Cuiabá também foram beneficiados com recursos da MT Fomento, além de tantos outros projetos.

“A Agência completará sete anos em setembro próximo. Ainda é uma criança, em fase de crescimento. Todas as ações foram criteriosamente tratadas, considerando os princípios que norteiam a gestão pública, notadamente o da moralidade e da eficiência. Acredito que ações semelhantes deverão ser seguidas para o incremento de novas metas, tendo em vista que o resultado tem sido positivo”.

Foram empossados na cerimônia, além do presidente Mário Milton Verlangieri Ferreira Mendes, o diretor de Operações Julio Estulano Shinizer (cargo anteriormente ocupado por Edilene Gonçalves Daltro de Carvalho) e a diretora de Desenvolvimento e Projeto (cargo reativado) Gessi de Fátima Cangussu Brito. Todos foram avaliados pelo Banco Central e sabatinados pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Fonte: Eliana Bess – Assessoria MTF / Outras informações: MT Fomento