NOTÍCIAS

LAB comemora dois anos com novo site

5 de agosto de 2019 às 15:26
Compartilhe essa notícia

O Laboratório de Inovação Financeira (LAB) completa dois anos em agosto e, para marcar a data, lança seu novo site – moderno, responsivo e com mais conteúdos sobre as atividades empreendidas pelos grupos de trabalho que compõem a iniciativa. Parceria entre a Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o laboratório é referência na discussão sobre finanças sustentáveis no país.

O LAB atua por meio de três grupos de trabalho, organizados sob os temas das finanças verdes, dos investimentos de impacto e das fintechs. No novo site, é possível acompanhar todas as discussões públicas organizadas pelos grupos, com acesso às apresentações e aos vídeos dos seminários virtuais. Também estão disponíveis todas as publicações realizadas pelo laboratório, como a mais recente, sobre as diretrizes para a constituição de sandbox regulatório no mercado financeiro brasileiro. O site pode ser acessado no endereço www.labinovacaofinanceira.com.

Ainda neste semestre, o Laboratório ganhará um novo grupo de trabalho, desta vez em parceria com a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), cooperação alemã que passará a integrar a iniciativa. O novo grupo, sobre riscos socioambientais, governança e transparência, pretende ampliar a compreensão de atores chave do mercado financeiro brasileiro sobre fatores Ambientais, Sociais e de Governança (ASG) e como eles podem se traduzir em riscos e oportunidades para os negócios. A participação da GIZ ocorre no âmbito da cooperação técnica entre Brasil e Alemanha, por meio do projeto Finanças Brasileiras Sustentáveis (FiBraS).

O LAB é um fórum de interação multissetorial, que reúne representantes do governo e da sociedade para promover as finanças sustentáveis no país. O objetivo é criar soluções inovadoras de financiamento para a alavancagem de recursos privados para projetos com adicionalidade social ou ambiental e ainda contribuir para o cumprimento das metas brasileiras associadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e aos compromissos para o enfrentamento dos riscos de mudança climática.