NOTÍCIAS

Bandes inicia capacitação de consultores para atuar no Reflorestar

12 de abril de 2019 às 10:59
Compartilhe essa notícia

Os consultores do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) que atuam com projetos do segmento rural participaram, na última sexta-feira (5/04), de uma reunião técnica sobre a elaboração dos planos do Programa Reflorestar. O programa é uma parceria do Bandes com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama).

O encontro faz parte do lançamento do Ciclo 2019 do Reflorestar e alinhou com a equipe as questões técnicas dos novos projetos e os que já estão em andamento, como também o monitoramento, a documentação e os tipos de serviços a serem realizados em cada operação do Reflorestar. O programa que existe desde 2013, uni o reflorestamento, fonte de renda para os produtores rurais e a preservação das nossas nascentes em uma só solução socioambiental.

O novo edital do Reflorestar foi lançado no mês passado, no Palácio Anchieta, como uma das ações que marcaram as comemorações do Dia Mundial da Água, celebrado anualmente no dia 22 de março. Com este edital serão alcançados 1.200 novos atendimentos, viabilizando três mil hectares que vão iniciar processos de recuperação de floresta, incluindo recuperação de nascentes, beiras de rios e córregos.

O diretor de Crédito e Fomento do Bandes, Everaldo Colodetti, destaca que com os consultores devidamente treinados, sabendo das condições e da elaboração de projetos, é possível ampliar o atendimento ao produtor capixaba. “O Bandes tem feito um esforço de mobilização graças à nossa rede de parceiros-consultores, que consegue chegar ao produtor rural no interior”, destaca.

O Reflorestar é uma iniciativa cujo desenvolvimento foi resultado da integração de programas de recuperação da Mata Atlântica e envolve além do Bandes, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) e o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema). A meta é a recuperação, por meio de restauração e conservação da vegetação nativa, desmatamento evitado e arranjos florestais de uso sustentável.

Fonte: Bandes