NOTÍCIAS

BNDES aprova R$20 milhões para microcrédito em SC e PB e alavanca R$6,25 bi para microempreendedores

4 de julho de 2018 às 14:48
Compartilhe essa notícia

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou duas operações por meio do programa BNDES Microcrédito, no valor total de R$20 milhões, para o Instituto Estrala de Fomento ao Microcrédito, de Patos/PB, e Instituição de Crédito Solidário (Credisol), de Criciúma/SC.

Com os financiamentos, o banco atingiu a marca de R$1,13 bilhões desembolsados para o microcrédito produtivo desde 2005, com efeito multiplicador, na ponta, de R$6,25 bilhões. Os recursos permitiram a realização de 1,63 milhões de operações, no valor de até R$20 mil, com juros de até 4% ao mês, beneficiando centena de milhares de microempreendedores em todo o Brasil.

 

Microcrédito – O BNDES Microcrédito financia capital de giro e investimentos produtivos de atividades de pequeno porte. O produto é voltado para trabalhadores formais e informais, inclusive Microempreendedores Individuais (MEIs).
Os recursos são repassados aos microempreendedores por meio de agentes operadores habilitados como Instituições do Microcrédito Produtivo Orientado (IMPO). Com tíquete médio por operação de R$ 3,8 mil e taxa de inadimplência inferior a 5%, o programa é um importante instrumento de inclusão produtiva e suporte financeiro aos pequenos negócios.
O custo financeiro do empréstimo ao microempreendedor varia de acordo com o tipo de agente operador, limitado ao teto de 4% ao mês, mais uma Taxa de Abertura de Crédito de até 3% do valor do financiamento.

Quem pode obter – Os recursos podem ser obtidos por microempresas ou microempreendedores individuais de atividades de pequeno porte com faturamento de até R$ 360 mil. Os recursos para os microempreendedores finais são captados pelos agentes operadores por meio de operações de crédito com o BNDES, no valor mínimo de R$ 1 milhão.

Fonte: Assessoria de Comunicação/BNDES